Uma janela para conectar Minas e Portugal

“Minas Gerais é portuguesa, ainda que não seja Portugal.” Nestas palavras do professor José Newton Coelho fica nítida a relação de proximidade entre esses dois lugares separados por um oceano. E foi este tom de influência e cooperação entre Minas e Portugal que guiou a Lumina no trabalho de construção de uma nova identidade para a Câmara Portuguesa de Minas Gerais.

Foram 5 os pilares conceituais guiando o trabalho: idioma, hospitalidade, cooperação, arte e contemporaneidade. E cada qual com sua importância tanto história como na relação comercial atual entre Brasil e Portugal.

O mesmo idioma que facilita a comunicação, a hospitalidade de se receber bem tanto aqui quanto lá, a cooperação estimulando novas parcerias e intercâmbios de experiências, a arte que foi uma das mais ricas heranças dos portugueses para nosso estado e a contemporaneidade traduzindo o perfeito equilíbrio entre tradicional e o moderno, até mesmo na maneira de agir em sociedade dos dois povos.

 

 

Foi então que chegou-se a um símbolo ícone nas duas culturas: a janela barroca. Ela representa os dois lados e traduz a receptividade e a abertura para novas oportunidades entre portugueses e mineiros. É a tradição que aproxima ao invés de afastar.

Além do símbolo, a tipografia sóbria e bem desenhada, traz uma maior legibilidade e equilíbrio à marca, remetendo a aspectos como credibilidade e contemporaneidade pelo seu teor angular e, consequentemente, objetivo.

 

2 601
luminaec_admin

Leave a Reply